PG tiger

A reação é quase automática ao avaliarmos um supercarro: após dar a partida, acelero fundo para ouvir o ronco do motor. Isso permite descobrir um pouco mais sobre o caráter do carro. Quer saber como é o do novo Audi R8? Bem, antes temos de recordar o anterior, que era uma espécie de versão alemã-burguesa do Lamborghini Gallardo, com o qual compartilhava diversos componentes e, principalmente, o motor.

A segunda geração do esportivo da Audi segue a mesma receita, mas o seu “meio-irmão” agora é o Huracán, e chama a atenção logo de cara pela maior facilidade de acesso. Deslizo para dentro do cupê e o belo quadro de instrumentos digital já salta aos olhos. Você sabe, ele é idêntico ao do TT, mas o restante da cabine é diferente. 

Nova geração do R8 promoveu mudanças sutis no design do superesportivo

Os comandos mais importantes se limitam a quatro botões no volante: seleção do modo de condução, modo esportivo, borboletas do escapamento (que produz um som mais nervoso) e partida. Nas desacelerações, o V10 produz estalos que encantam, assim como o ruído que invade a cabine durante as arrancadas. É de arrepiar.

COM OS DIAS CONTADOS
É impossível negar que esse motor, capaz de entregar 610 cv, encanta qualquer um. Mas, numa época em que a preocupação com o meio ambiente impera, não é difícil imaginar que, em breve, esse tipo de propulsor será extinto. A atual versão de entrada do R8 gera 540 cv, mas é certo que uma opção menos potente – e mais acessível – será providenciada em breve. 

Motor 5.2 V10 central-traseiro agora gera 610 cv de potência

Então, o negócio é desfrutar ao máximo deste V10. Voltando a falar sobre a posição de dirigir, vale observar que os bancos, agora, estão em posição 12 mm mais baixa, o que aumenta a sensação de integração com o carro. Além disso, a nova geração está 50 kg mais leve, proporcionando uma sensação de maior agilidade. 

Em compensação, o carro ficou 36 mm mais largo, o que não agrada, principalmente ao se trafegar por estradas vicinais e ruas estreitas. Mas é preciso lembrar que seus principais concorrentes, como Aston Martin Vantage, Ferrari 488 GTB ou Porsche 911 Turbo S também cresceram na largura.

Graças aos 610 cv, o novo R8 responde muito mais rapidamente ao acelerador, mas, mesmo em altas velocidades, o carro não transmite o nervosismo que se poderia esperar. Pelo contrário, a sensação é de absoluta serenidade. Exceto, claro, quando se realizam manobras mais bruscas. Mas até nessas situações o cupê reage de forma mais tranquila do que outros esportivos. 

Quadro de instrumentos é todo digital, como no novo TT

Resumindo, a nova geração do Audi R8 V10 Plus é mais radical e mais rápida que a anterior, além de confortável (dentro dos limites que um esportivo pode oferecer) e fácil de ser conduzido – o que deve agradar principalmente os menos experientes. Mas o melhor é que, mesmo com tantas mudanças, o modelo não perdeu a sua principal característica, que é a emoção e o prazer ao dirigir.      

FICHA TÉCNICAAudi R8 V10 Plus
Motor:V10, injeção direta, central-traseiro, longitudinal, gasolina
Cilindrada:5.204 cm³
Potência:610 cv a 8.250 rpm
Torque:57,1 kgfm a 6.500 rpm
Câmbio:robotizado, dupla embreagem, 7 marchas, tração integral
Suspensão:dianteira independente/traseira independente
Pneus:245/35 R19 (d) / 295/35 R19 (t)
Carroceria:Cupê, dois lugares
Dimensões (CxLxA):4,43 m/1,94 m/2,65 m
Entre-eixos:2,65 m
Peso:1.630 kg

 

Share This
PG tiger Mapa do site