sportradar

ZF-superbanner-01.08 a 01.11

É incontestável a melhora na qualidade de vida da população que os meios de comunicação e de mobilidade trouxeram ao longo dos anos. Conforto, conveniência, flexibilidade, privacidade e produtividade são alguns dos benefícios que os telefones e os veículos trouxeram à sociedade e graças a isso houve evolução tecnológica destas duas tecnologias gerando novas funcionalidades.

ilustração: divulgação

ilustração: divulgação

 

Por exemplo, a evolução dos telefones. No início eram especificamente feitos para comunicação de voz e atualmente vemos nos smartphones a integração de funcionalidades como câmeras fotográficas, calculadoras, computadores e obviamente estes também funcionam como telefones.

 

ilustração: divulgação

ilustração: divulgação

 E no âmbito dos carros as tecnologias aplicadas ao conforto, segurança e economia tem alcançado elevado grau de desenvolvimento. Se olharmos os carros dos anos 70, eles tinham praticamente três módulos eletrônicos: O timer do pisca-pisca, o regulador de voltagem do alternador e o próprio autorrádio.  Já nos anos 2000 os carros tinham cerca de 10 módulos eletrônicos correlatos ao controle do motor, da transmissão, temporizadores e reles de farol alto, pisca, limpador, buzina, controle do ar-condicionado, levantador dos vidros, airbag, sistema de som e alarme. E na mesma analogia, nos carros de 2023 veremos cerca de 100 módulos incluindo os acima citados além de sensores, câmeras, unidades de processamento, painéis digitais e Conectividade que fazem os carros e os smartphones cada vez mais parecidos e integrados. 

 

 

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

Fato é que os carros estão ficando cada vez mais conectados e inteligentes. Em um primeiro momento vieram os controles remotos e imobilizadores que viabilizaram a segurança sem fio de travamento e destravamento de carros, mas a comunicação celular viralizou a existência de rastreadores e bloqueadores sem fio nos veículos e mais recentemente foram integradas as câmeras digitais e a inteligência artificial aos carros, funcionalidades estas oriundas dos smartphones. E de forma análoga os rádios dos carros deram vez a painéis multimidia que além de reproduzir música mostram mapas e imagem das câmeras e permitem a visualização de e-mails.

São diversos os casos de uso onde combinação das tecnologias de mobilidade e da comunicação célula, que hoje adicionam conforto e segurança ao condutor, passageiros e porque não dizer, à população a volta. vejamos os sistemas de navegação dos carros. No início as rotas eram traçadas em guias/mapas em papel e os motoristas se viam obrigados a dirigir e olhar para os mapas o que não era seguro. Aliado a isso havia o inconivente dos mapas impressos não estarem atualizados. No entanto com o advento dos navegadores GPS rotas eram traçadas instantaneamente e acompanhadas com imagem e mensagens de voz. A capacidade de atualização dos mapas era limitada devido à falta de conectividade nativa destes aparelhos, mas logo em seguida foram incorporados aos painéis multimidia dos carros onde o advento da tecnologia Celular viabilizou atualização instantânea de rotas e mesmo dos mapas tornando este meio de navegação comumente utilizado.

Mas observem que a partir daí foi possível oferecer serviços até então inexistentes como o agendamento de transporte de passageiros por aplicativos, hoje tão importantes para a mobilidade urbana. Então como vemos a combinação das tecnologias da mobilidade e da Comunicação Celular trouxeram conforto e segurança melhorando a qualidade de vida da população e, acreditem, estamos somente começando e o que está por vir é ainda melhor.

Imagem: divulgação

Imagem: divulgação

 

Na medida que a indústria automotiva coloca seus esforços na direção da condução autônoma dos carros veremos a combinação das tecnologias de Mobilidade e Comunicação Celular evoluírem em fases. Hoje, diversos veículos já oferecem sistema de frenagem de emergência na qual sensores monitoram distancias e computadores atuam na condução. Outros veículos já têm controle da direção e da aceleração que integrados com recursos de “detecção ambiental” e “inteligência artificial” permitem que o veículo faça leves correções de rumo na eventualidade de veículos ao lado ou a frente executarem manobras de risco.

A comunicação entre carros e carros, entre carros e a infraestrutura e entre carros e as pessoas passa a se tornar um requerimento importante para que veículos possam ser capazes de melhor detectar qualquer situação relevante para sua condução, interpretar situações incluindo os desafios potenciais, tomar decisões as mais apropriadas para garantir as condições de condução com segurança e reportar informações que possam auxiliar outros veículos ou pedestres ou mesmo a infraestrutura a sua volta a garantir as condições de segurança e conforto desejáveis.

Nesse contexto foi proposta a tecnologia C-V2X que significa Cellular – Vehicle to Things ou Comunicação Celular direta do Veículo para Tudo que viabiliza com que veículos se comuniquem uns com os outros, com as pessoas e com as infraestruturas rodoviárias, tanto de forma direta (de curta distância para se comunicar com outros veículos e objetos próximos, incluindo pedestres e semáforos) como de forma indireta (de longa distância, para se comunicar com sistemas controladores e combinadores de informação). A tecnologia celular 5G viabiliza a tecnologia C-V2X que por sua vez é a base para que os veículos se tornem cada vez mais autônomos.

No futuro carros não vão precisar da interação humana na maioria das circunstâncias. No entanto, um humano ainda terá a opção de operá-los manualmente. Ou seja, dada a evolução das tecnologias de comunicação celular e mobilidade os veículos poderão operar no modo autônomo ou conduzidos manualmente onde no segundo caso contemplarão uma enorme gama de elementos de apoio que farão a condução mais segura e confortável, permitindo que continue a ser muito prazerosa a tarefa de dirigir um carro com conforto, conveniência, flexibilidade, privacidade e produtividade.

 

 

JoséPalazzi é SeniorDirector, Sales da Qualcomm

Share This
sportradar Mapa do site