Mega roleta

ZF-Superbanner-01.08 a 02.11.23

Um comentário que circula no meio automotivo diz que a Volkswagen gostaria de encerrar a produção da linha SpaceFox/Space Cross por conta de sua baixa demanda, e só não o faz para não deixar a Fiat sozinha no segmento de stations compactas, com a gama Weekend.

A ideia não faz sentido – ainda mais numa época em que as fabricantes buscam ser cada vez mais eficientes –, mas basta conferir o preço de uma SpaceFox igual ao modelo que avaliamos para estranhar a estratégia da empresa. Afinal, será que vale a pena desembolsar R$ 79.651 (cerca de R$ 12 mil a mais que o pacote Highline básico, que custa R$ 67.990) pela station derivada do Fox?

Perua da Volkswagen parte de R$ 67.990 na versão Highline

Tudo bem que, por esse preço, o consumidor vai levar para a sua garagem um modelo familiar completíssimo, com direito a sistema multimídia com navegador e tela tátil, câmbio robotizado de 5 marchas com borboletas junto ao volante multifunção, sensores de manobras frontal e traseiro, faróis auxiliares com luz de conversão (acendem nas curvas), controle de estabilidade e assistente de partida em rampas e até teto solar com acionamento elétrico, entre outros equipamentos.

Unidade testada, no entanto, custa R$ 79.651 devido aos opcionais

A dúvida que fica é se quem deseja um modelo familiar está mais interessado em itens como os mencionados acima ou em espaço interno. Se for o segundo, o consumidor terá à disposição o conhecido interior do modelo, já que a versão renovada não passou por qualquer modificação nesse sentido. Assim, o banco traseiro continua ajustável na distância (o que permite acomodar mais bagagem, se for preciso) e o porta-malas segue com capacidade para 440 litros.  

Da mesma forma, o câmbio robotizado I-Motion ainda não convence, com trocas imprecisas no modo automático. O melhor mesmo é comandar as trocas manualmente por meio das borboletas, o que minimiza, mas não elimina os conhecidos soluços do sistema. O moderno motor 1.6 MSI, em compensação, é o grande destaque do modelo, proporcionando bom desempenho, sem falar no consumo satisfatório.

Porta-malas tem capacidade para 440 litros de carga

FICHA TÉCNICAVW SpaceFox Highline 
Velocidade máxima (km/h):191
Motor disposição/válvulas:diant., transv./16V
Cilindrada (cm³):1.598
Potência (cv):110 (G)/120 (E) a 5.750 rpm
Torque (kgfm):15,8 (G)/16,8 (E) a 4.000 rpm
Câmbio:robotizado, 5 marchas
Suspensão (dianteira/traseira):McPherson/eixo de torção
Peso vazio/cap. máxima de carga (kg):1.182/448
Diâmetro de giro (m):11,2
Porta-malas (litros):440
Peso rebocável (kg) (sem freio):400
Tanque de combustível (litros):50
Pneus (veículo testado):Pirelli P7 195/50/ R16
Comprimento/largura/altura (mm):4.204/1.904/1.554
Entre-eixos (mm):2.467

 

Modelo pode ser equipado com nova central App Connect

 

Resumindo, a nova SpaceFox tem dirigibilidade agradável, espaço interno e modularidade razoáveis e bom acabamento. Mas, se você pretende adquirir uma, não se esqueça de escolher apenas os opcionais essenciais para a sua necessidade. Pode parecer um conselho óbvio, mas o seu bolso certamente vai agradecer.
    

Medições realizadas na pista de testes da TRW, em Limeira (SP)

Share This
Mega roleta Mapa do site